Este website utiliza cookies de perfil de terceiros para fornecer serviços de acordo com as preferências que revelar enquanto navega no Website. Ao continuar a navegar neste Website, está a indicar que concorda com o uso desses cookies. Se pretende opor-se a tal processamento, leia as instruções descritas na nossa Política de Cookies.
Permitir todos os cookies

Maserati comemora a vitória do Tipo 6CM na Targa Florio de 1939

 

●       Há oitenta anos atrás, o Maserati Tipo 6CM conquistou as três primeiras posições na Targa Florio

●       Um resultado que reafirmou a supremacia tecnológica da Maserati na competição naquela época

 

A Maserati comemora o 80º aniversário da impressionante vitória de Luigi “Gigi” Villoresi na Targa Florio de 1939, ao volante do Maserati Tipo 6CM. O piloto natural de Milão alcançou a vitória no circuito Parco della Favorita, em Palermo, na Sicília, a 14 de maio de 1939, ao cobrir as 40 voltas da corrida, num total de 228 km, em 1:40.15.4. Luigi Villoresi também averbou a volta mais rápida na corrida, com um tempo de 0:02.24.6, a uma média de 141,908 km/h. Piero Taruffi e Guido Franco Barbieri terminaram em segundo e terceiro, também em Maserati Tipo 6CM. Foi um resultado histórico para a Maserati, confirmando a sua indiscutível primazia na prova siciliana. A Maserati dominou, igualmente, as edições de 1937 e 1938, conquistando os três primeiros lugares em ambos os anos. Luigi Villoresi também terminou em primeiro na edição de 1940, pilotando um Maserati Tipo 4CL.

A Targa Florio, uma das mais antigas e mais célebres corridas de automóveis, foi batizada em honra de Vincenzo Florio. Florio, um abastado homem de negócios de Palermo, já bem conhecido no mundo da competição, criou, fundou e foi o primeiro a organizar a prova, em 1906. Um total de 62 edições da Targa Florio tiveram lugar de 1906 a 1977 (não se realizou durante as duas Grandes Guerras). A corrida tinha lugar uma vez por ano, por norma em maio, nas estradas de Palermo. As estradas sicilianas, em especiais as mais estreitas, as sinuosas estradas que atravessam o maciço montanhoso das Madonias, sempre desempenharam um papel fulcral nesta corrida. Foi somente no período de 1937 a 1940 que o evento teve lugar no circuito Parco della Favorita, em Palermo.

O Maserati Tipo 6CM, um espantoso monolugar de competição, foi concebido por Ernesto Maserati e começou a tomar forma em 1935. O carro era bastante convencional em termos de estilo, mas os seus conteúdos eram extremamente avançados. Ainda mais vanguardista do que o novo motor (um seis em linha, com os cilindros fundidos no mesmo bloco da cabeça e acoplados dois a dois no mesmo elemento elektron da cambota, duas árvores de cames à cabeça comandadas por uma corrente de engrenagens, duas válvulas por cilindro e um compressor volumétrico Roots a garantir a sobrealimentação, assim disponibilizando uma potência máxima de 175 cv), a característica mais distintiva do carro era o seu chassis, que representou um decisivo passo em frente na conceção de veículos. A estrutura básica era ainda de longarinas paralelas, mas com inovadoras suspensões dianteiras, que proporcionaram uma vantagem determinante sobre os rivais ingleses e franceses. As suspensões consistiam em molas por barras de torção, por forma a que a tensão da mola pudesse ser ajustada para adequar-se às caraterísticas do circuito. Tal como os restantes componentes do veículo, a carroçaria foi adaptada das mais varadas formas, em especial no que diz respeito à sua aerodinâmica. As formas extremamente arredondadas, as sucessivas carenagens laterais e o aumento da inclinação da secção frontal espelham, de forma clara, a pesquisa no capítulo da aerodinâmica que foi levada a cabo durante os anos em que foi construído. A supremacia deste carro na competição teve o seu ponto alto em 1938, quando triunfou sobre os formidáveis carros britânicos da E.R.A., por tradição os mais temidos rivais dos construtores italianos. Nesse mesmo ano estreou-se o célebre Alfetta da Alfa Romeo, criado para os Grandes Prémios Vetturette. Contudo, para enorme satisfação dos irmãos Maserati, nesse ano, o Tipo 6CM também derrotou o Alfetta no GP de Pescara.

O Maserati Tipo 6CM provou ser um carro extremamente bem sucedido: foram construídos 27 exemplares, de 1936 a 1939, e o modelo venceu corridas nos mais importantes circuitos europeus, tanto com a equipa oficial como com gentlemen drivers ao volante. O Maserati Tipo 6CM detém o recorde de maior número de vitórias em edições da Targa Florio, com três vitórias em 1937, 1938 e 1939.

O Maserati Tipo 6CM, restaurado na perfeição na sua condição original, encontra-se em Modena e pertence à Coleção Panini.

Principais caraterísticas técnicas do Tipo 6CM:

Motor: seis cilindros verticais em linha

Cilindrada: 1493,2 cc

Potência: 155-175 cv às 6,200-6,600 rpm

Transmissão: caixa de quatro velocidades + marcha-atrás

Chassis: 2 longarinas com travessas em perfil de aço, carroçaria em alumínio

Peso: 650 kg

Velocidade máxima: 210-230 km/h