Este website utiliza cookies de perfil de terceiros para fornecer serviços de acordo com as preferências que revelar enquanto navega no Website. Ao continuar a navegar neste Website, está a indicar que concorda com o uso desses cookies. Se pretende opor-se a tal processamento, leia as instruções descritas na nossa Política de Cookies.
Permitir todos os cookies
Neptune Maserati Trident

Uma história italiana.
Um ícone global

"Quando, em 1914, os irmãos Maserati abriram a Officine Alfieri Maserati no coração de Bolonha, em Itália, mal podiam imaginar o impacto que iriam ter no mundo.

Alfieri, Ettore, Ernesto e Bindo: quatro irmãos unidos pela sua incessante paixão por automóveis e motores.
A sua visão, entusiasmo e mestria acabaram por se tornar nos alicerces daquela que um dia se tornaria uma marca global, universalmente reconhecida como um símbolo da excelência automobilística.

Esta é a história da Maserati. "

A Maserati orgulha-se da sua longa e gloriosa herança

A Officine Alfieri Maserati foi fundada a 1 de dezembro de 1914 em Bolonha, Itália. Desde então, a Maserati tem desempenhado consistentemente um papel importante na história da cultura dos automóveis desportivos e do seu desenvolvimento. Mais de um século de atividade trouxe consigo gloriosos feitos, tanto em estrada como nas pistas, assim como tempos mais desafiantes, que ajudaram a forjar o caráter e a personalidade da marca. 

Contudo, a história da Maserati abrange mais do que os seus gloriosos feitos desportivos e o lançamento de fantásticos automóveis de estrada. A empresa também se desenvolveu industrialmente ao longo dos anos. A sua mudança de Bolonha para a atual localização, na Viale Ciro Menotti, em Modena, em 1940, é um dos passos mais relevantes da sua história.

Ainda hoje, o seu alcance mundial emana da histórica sede da Maserati.

A Maserati é hoje uma marca global, que opera em mais de 70 mercados. Como nenhum outro fabricante, a Maserati conseguiu incutir com êxito nos seus automóveis tradição e inovação, passado e futuro, memória e visão. O seu coração pode estar enraizado na sua herança italiana, mas os seus olhos estão firmemente postos no futuro. 

Hoje, o orgulho da Maserati reflete-se nos valores que definem a marca. Nesta secção, poderá reviver a fascinante história da Maserati, e conhecer as pessoas, os feitos e os automóveis que a tornaram célebre.

O Tridente

O Tridente, o símbolo de um mito. O emblema utilizado em todos os carros de corrida da história da Maserati, permaneceu constante ao longo da evolução da marca e do seu estilo, da sua tecnologia e do seu desempenho, acompanhando todas as vitórias e sucessos dos automóveis Maserati.
 
Uma figura de importância emblemática na história da Maserati domina a Piazza Maggiore, em Bolonha, desde o século XVI. Foi a Fonte de Neptuno da cidade que inspirou o logótipo do Tridente da Maserati, simbolizando tanto a própria Bolonha como a marca automóvel.
 

Por volta de 1920, a Maserati precisava de um logótipo que garantisse que o seu novo modelo se destacaria dos demais. Foi então decidido que Mario Maserati, o único irmão Maserati que não era obcecado pelos motores, mas um artista talentoso, deveria ser responsável por desenhar o logótipo da empresa. Mario bebeu inspiração na estátua de Neptuno da Piazza Maggiore, o seu tridente simbolizando força e vigor. O vermelho e o azul que acompanham o desenho são as cores da bandeira da cidade de Bolonha, onde a Officine Maserati estava situada na altura.


Indissociavelmente ligado à marca, o Tridente sublinha o estatuto exclusivo dos automóveis da marca e a sua identidade como obras-primas da elegância, do luxo e das performaces de automóveis desportivos.

Desperte a Sua Alma

Desde tempos remotos que o Tridente é símbolo de coragem e força. A sua origem perde-se na memória do tempo, e o seu poder permanece intocado.

Fechar

A grelha

Cada automóvel da Maserati possuiu sempre uma elegante e inconfundível grelha do radiador com um significado muito especial.
Desde meados dos anos de 1930 em diante, as grelhas do radiador começaram a tornar-se ainda mais distintivas. No Maserati 6CM foi pela primeira vez utilizada uma nova grelha, que exibia frisos cromados com uma forma arredondada e extremamente sinuosa. Formas similares apareceram, também, nos Maserati 8CTF e 4CLT, dois carros que acabariam por fazer parte da história da marca na competição. O Maserati Tipo 26 contava com acabamentos cromados na grelha, que acrescentavam prestígio à secção dianteira do veículo e sublinhavam a sua elegância desportiva. Com o passar dos anos, foram experimentadas novas combinações: o Maserati 8CM introduziu uma grelha preta com moldura cromada, que criava uma quebra entre as cores da grelha e da carroçaria, gerando produndidade e conferindo ao modelo um visual ainda mais original. 

À medida que as grelhas do radiador dos carros de corrida foram evoluindo, a marca também dedicou especial atenção ao estilo das grelhas dos seus automóveis de estrada. Exemplos disso mesmo é o Maserati A6, do final dos anos de 1940, com a sua distinta grelha cromada, que enfatizava a impressionante secção dianteira do modelo. Em algumas versões, como o A6G/2000, a grelha também incluía o logotipo do Tridente, colocado no centro e realçado pelo seu acabamento cromado. Com o passar dos anos, a potência dos automóveis aumentou e os engenheiros necessitavam de melhores soluções de refrigeração.


Nos anos de 1960 e 1970, à medida que o design dos automóveis se tornava mais afilado, as grelhas do radiador variavam bastante de modelo para modelo. A grelha do radiador no Ghibli contava com uma moldura cromada e o emblema do Tridente no centro, enquanto que o Indi não tinha uma grelha como essa, uma vez que o motor era refrigerado através de uma série de tomadas de ar situadas na parte inferior da secção dianteira.

As grelhas do radiador continuaram a evoluir durante os anos de 1980, com as linhas angulosas dos automóveis combinadas com grelhas simples mas impressionantes, como no caso do Maserati Biturbo.
A tendência permaneceu até ao actual design do Maserati GranTurismo, com o emblema do Tridente cromado orgulhosamente exibido sobre um fundo preto, tal como nos novos Maserati Ghibli e Maserati Quattroporte, com as suas expressivas grelhas que realçam as suas personalidades elegantes e desportivas. 

Evolução do estilo

Através da evolução dos seus designs, a Maserati liderou o caminho da moda automóvel, com modelos únicos, elegantes mas desportivos, sempre com linhas altamente personalizadas e distintas. Dos detalhes arredondados, curvos e sinuosos dos primeiros anos da marca, os veículos evoluíram gradualmente até se tornarem mais largos, mais compridos e mais aerodinâmicos.

Mais tarde, nos anos de 1960, o design evoluiu ainda mais, tornando os automóveis da Maserati numa simbiose perfeita entre linhas puras e superfícies sinuosas, com um estilo único reconhecível em todo o mundo. As formas dos anos de 1970 eram mais angulosas, à medida que o desenvolvimento tecnológico levou a novas soluções aerodinâmicas, a linhas planas combinadas com arestas afiladas, evoluindo para as formas com ângulos retos dos anos de 1980 e 1990, que abriram caminho às elegantes linhas dos dias de hoje, mais arredondadas, mas igualmente aerodinâmicas e apelativas.

Ao longo dos anos, a Maserati tem trabalhado com vários engenheiros e designers reconhecidos, como Giugiaro, Zagato, Ramaciotti e Pininfarina. Tendo trabalhado juntas em diversos projetos, a Maserati e a Pininfarina criaram alguns dos designs e protótipos mais populares de sempre, incluindo o Birdcage 75th, proclamado como um dos mais emblemáticos modelos da Maserati da sua história recente. 

Excelência de design

Depois do Quattroporte, a Pininfarina desenhou um novo coupé, que teria um profundo impacto na história da Maserati e do mundo automóvel. Deslumbrantemente belo, o GranTurismo impressionou no Salão Automóvel de Genebra em 2007.

Em 2014, como homenagem da Maserati à sua própria herança desportiva, é revelado o protótipo do desportivo Alfieri. Este puro-sangue de corridas e obra-prima do design automóvel, não é de todo um estudo nostálgico e retroespetivo, antes uma bela e visionária escultura sobre rodas.

Entretanto, após um enorme investimento em novas instalações de produção, a marca lançou uma berlina desportiva de quatro portas e reapresentou o nome Ghibli a um público totalmente novo e fortemente apreciador. Extremamente popular logo desde o primeiro momento, o Ghibli ajudou a Maserati a alcançar o seu maior volume de vendas de sempre – a celebração perfeita para o ano do seu centenário.

Enquanto as vendas continuam a atingir novos máximos, a Maserai ampliou a sua gama de modelos com o seu primeiro SUV de sempre, o Levante. Em conjunto com o Quattroporte, o Ghibli, o GranTurismo e o GranCabrio, pela primeira vez, a gama Maserati cobre a totalidade do mercado automóvel de luxo. 

Destemido

O melhor caminho é aquele que está por vir. Veja a história da primeira mulher a conduzir um monolugar de Fórmula 1 da Maserati.

Fechar
Encontre o seu site local